O Brasil ultrapassou a marca de 6 GW de capacidade instalada em usinas fotovoltaicas, um investimento total estimado em R$ 31 bilhões e 180 mil empregos gerados, informou a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) em comunicado divulgado nesta segunda-feira, 13 de julho. Os investimentos totais previstos até 2025 referentes aos projetos já contratados em leilões de energia ultrapassam R$ 25,8 bilhões.

No segmento de geração centralizada, o Brasil possui 2,9 GW de potência, equivalente a 1,7% da matriz elétrica do país. Atualmente, as usinas solares de grande porte são a sétima maior fonte de geração do Brasil, com 100 empreendimentos em operação em nove estados brasileiros.

No caso da geração distribuída, são 3,1 GW e mais de R$ 15 bilhões em investimentos acumulados desde 2012, espalhados pelas cinco regiões nacionais. A tecnologia é utilizada atualmente em 99,8% de todas as conexões distribuídas no país.

Em 2019, a fonte foi a mais competitiva entre as fontes renováveis nos dois para contratação de nova capacidade (A-4 e A-6), com preços-médios abaixo dos US$ 21,00/MWh.

Nas crises de 2015 e 2016, o PIB do Brasil foi de -3,8 e -3,6%, respectivamente, mas o setor solar fotovoltaico cresceu mais de 100% ao ano.

“A energia solar terá função cada vez mais estratégica para o atingimento das metas de desenvolvimento econômico do país, sobretudo agora para ajudar na recuperação da economia após a pandemia, já que se trata da fonte renovável que mais gera empregos no mundo”, acrescenta”, disse CEO da ABSOLAR, Rodrigo Sauaia.

 

fonte: canal energia.

DEIXE UMA RESPOSTAYour email address will not be published. Required fields are marked *Your Name

15 + dezoito =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rua Rio Tocantins, 1251 - Bairro Weissópolis – Pinhais/PR
Seg - Sab : : 7:00-18:00
Copyright © 2020 Desenvolvido por CWBMIDIAS
Open chat